quarta-feira, 30 de maio de 2012

Romeu,



Esqueça o machismo, coloque mais água no feijão, flores nos vasos e fronhas limpas nos travesseiros. 
Abra as janelas e tire a poeira dos porta retratos.

Engula o choro, dê o braço a torcer, vista uma camisa que eu possa arrancar com os dentes.
Talvez eu te traga um presente. Talvez não traga nada.

Finja que daqui para a frente, as coisas serão diferentes.
Prepare um café forte, um poeminha raso e abra os braços. Eu tô voltando.


Julieta.

6 comentários:

Luanda Mascarenhas disse...

E essa é a parte publicável dos meus pensamentos a teu respeito, todos dias, horas, minutos....
"Vista uma camisa que eu possa arrancar com os dentes.
Talvez eu te traga um presente. Talvez não traga nada."
Talvez eu me ache seu presente, ou ao contrário!!!!
É amor, necessidade, paixão, saudade... é desejo, loucura, fissura.... É tudo em vasta escala, imensurável... mas é tudo adorável, admirável,... saudável....
Não sei mais ficar sem você. Amor declarado em público à quem não quer ser identificado, as vezes isso não me importa mas em outras vezes me incomoda... Gosto de gente que se joga´então o que explica te amar? Talvez "aquilo" dos opostos que se atraem não seja tão verdadeiro ou tão falso, é confuso. Se atraem, se distraem, se traem? Só depende de nós dois.
Navegue no SEU raso, mas venha para o MEU profundo de vez em quando. É o que me dá fôlego para encarar os teus desafio!!!!

Brunno Lopez disse...

Julieta atemporal com ingredientes que talvez façam o Romeu de Shakespeare soar mais engraçado e menos violentamente poético?

Sim, é isso que está aqui.

Uma visita com abordagem toda peculiar para a história com final clichê que conhecemos.

Ansioso pelos capítulos.

juliana kalid disse...

como eu adoro as suas recontextualizações...
é tudo, mesmo, tão atemporal! :)

Tatiana Kielberman disse...

Que bom que existem esses romances tão reais e palpáveis, para quebrar um pouco a nossa surreal idealização da vida... ^^

Amo seus escritos e não é de hoje, Flah!

Beijos e parabéns!

Ludmila Melgaço disse...

Liindo!
Mas me deu muita vontade de dizer: CHUPA ROMEU!
Beijos!

Pequeno perfume do Sertão disse...

Infame.
Gostei Demais!

Postar um comentário

Alimente os devaneios de uma Mariazinha. Comente.