quinta-feira, 31 de março de 2011

[S]Agrado

'Aquilo que se faz por amor está sempre além do bem e do mal.'
(Nietzsche)

Os deuses não se preocupam com castigos. Cometem pecados sagrados, se sagram pecadores divinos.

Vamos cantar mantras, achar o nirvana, negar o amor monoteísta.
Sejamos deuses.

Ilumine-se. Profano é julgar.

Dispa-se dos dogmas. Vista-se de mim.




Mais devaneios na Confraria dos Trouxas

9 comentários:

Tatiana Kielberman disse...

Muito lindo e tentador isso!

Profano é mesmo julgar.

Beijos, querida!

Margallyne disse...

Ahh..é esse teu blog..lindo e tu escreve tão bem =DD

Eita...isso até me lembra uma frase minha =P "Indecente é ter a quem comer e passar fome." By me.

=*****

Tainã Almeida disse...

Os adultos vivem dizendo que a adolescência é um dos periodos mais marcantes da vida, Mais o que o adolescente pensa disso? ( sinopse)

Acessa o meu blog?

http://blogdeumagarotaadolescente.blogspot.com/
"Blog de uma adolescente"

Se gostar do meu blog, segue lá, ficarei muito feliz.
Desde já obrigada, tenha uma ótima semana,
Tainã Almeida.

Isabelle disse...

Negar o amor monoteísta é mais difícil do que parece. Final do ano passado li o "A Mulher do Próximo", do Gay Talese e fiquei pensando a respeito, acho que não consiguiria viver o amor libertário.

Velha da Lua disse...

Não tinha forma mais "avassaladora" de terminar o texto, do que como feito. Quanto ao amor libertário, concordo com a Isabelle!

P.s: Gostei dos ultimos posts. A partir de agora, te sigo :)

Larissa SM? disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Camila Lourenço disse...

PQP!
Enfim leio vc e, sim, foi exatsamente isso que disse ao terminar de ler: PQP!!!

Fodástico!
(Nossa, como to uma menina boca suja hj..rs)

Bjo!

'Larissa Moura disse...

Não concordo com o texto, mas o jeito como vc escreve seus sentimentos é lindo :)

Du disse...

Sou tão lesada que nem sabia que tu tinha um blog e ainda mais, tão delicado e lindo! Já adoro o que tu escreves em 140 caracteres, imagina com mais espaço? Adorei, parabéns guriazinha!

Postar um comentário

Alimente os devaneios de uma Mariazinha. Comente.