quinta-feira, 15 de março de 2012

Palavra



Não, ainda não encontrei a nossa palavra. A palavra capaz de mostrar que não te amo como amou Julieta, Isolda ou qualquer outra pobre coitada à mercê de uma tragédia romântica.

Gosto de você assim, simples. Gosto feito historinha da Disney, leve, pronta para o final feliz e com um enredo que quem quer que veja, saberá onde vai dar. E há de dar!

O que sinto não renderia um drama shakesperiano, mas que se foda! – Shakespeare que me desculpe, ele é um gênio... Mas que se foda mesmo! – para dramatizar, já tenho essa maldita imaginação fértil da qual você ri de vez em quando.

Você não me causa aflição, dor de barriga, tremedeira... Não! Você me faz levantar o pezinho quando nos beijamos, me estimula a querer ser alguém melhor, me faz rir e sentir que o amor é algo que caminha com a gente de mãos dadas, não sobre as nossas costas.

Por essas e por outras, continuo buscando a tal palavra... A nossa palavra. Por enquanto, uso uma frase: Eu amo você!



Para o meninos dos meus olhos, Ivan Mola.

12 comentários:

Cláudio Marques disse...

Essa palavra que procuras, geralmente é traduzida em olhares, em toques, em ações. Ela é tão, tão complexa que mal conseguimos pronuncia-la. Mas ela se mostra tão simples num gesto...

É um paradoxo. E assim como voce, estou sempre em busca! Inventando, procurando, moldando!

Espelho Meu disse...

Obrigada por me fazer testemunha dessa doce realidade de amor. É Ivan Mola, a Flah Queiroz te ama! E a reciprocidade é o que os torna um casal assim, lindo! Parabéns!

André Salviano disse...

Conheci-o antes, ela depois. E gosto muito dos dois. E essa rima, mais ou menos tosca que fiz, não combina com esse casal que tem minha admiração e minha benção. Porque o amor pode ter muitos nomes e faces, mas tem que ser de coração. (ps. acho que rimei demais, espero que se continuem se amando sem ser de menos)

baci,
@paraquenomes

Camila Lourenço disse...

Que coisa linda.
"me estimula a querer ser alguém melhor"
é isso... isso é amor.
<3

marcela disse...

Acho que foi a declaração de amor mais singular que já li.
fofa demais!

Mola disse...

Fábio Catena disse...

vomitei arco-iris de tao fofo XD Adoreiiiiiiii!!!!

Tatiana Kielberman disse...

Que coisa mais meiga e encantadora, Flah!

Que o amor possa ser sempre simples e complexo assim - perfeito pra vocês!!

Beijos, com carinho...

Parabéns, Ivan!!

Sabryna Assis disse...

Adorei essa parte "Você não me causa aflição, dor de barriga, tremedeira... Não! Você me faz levantar o pezinho quando nos beijamos, me estimula a querer ser alguém melhor, me faz rir e sentir que o amor é algo que caminha com a gente de mãos dadas, não sobre as nossas costas." lindo post flor!
Beijooos
Você não me causa aflição, dor de barriga, tremedeira... Não! Você me faz levantar o pezinho quando nos beijamos, me estimula a querer ser alguém melhor, me faz rir e sentir que o amor é algo que caminha com a gente de mãos dadas, não sobre as nossas costas.

Atriz em cena disse...

Sabe que uma amiga mais velha sempre me dizia: " Quando vc encontrar o verdadeiro amor sentirá leveza e paz." Lindo texto. Sou fã!

Tami Gonzaga disse...

Oi linda, seu blog é um charme! adoreii
Da uma passadinha no meu, se gostar e quiser seguir retribuirei com o maior carinho!
http://tamigonzagafashiontips.blogspot.com/

Da para curtir a pag do blog no face, se puder :)
http://www.facebook.com/fashiontipss

Beijoos

Letícia Fernandes disse...

owwwwwwwwwn *--* perfeito!

Postar um comentário

Alimente os devaneios de uma Mariazinha. Comente.