terça-feira, 13 de dezembro de 2011

Receita


Nada é eterno.
Suas dores não são.




Não sinta demais, menina. Vá por mim, não se exceda.
A ansiedade te afaga os cabelos apenas para ganhá-la, mas é gatuna, essa danada. Quando você menos esperar, te dirá o que fazer e te tratará como marionete.
Ouça o que eu digo: não sinta demais.
Ame sem pressa, largue mão das expectativas e não deixe que os problemas te angustiem além da conta.
Vai, menina. Seja feliz!

...E quando souber como fazer tudo isso, me mande a receita.

9 comentários:

meninamar disse...

Também quero a receita. Não tinha melhorar hora para ler esse texto. Obrigada!

Camila Fontenele disse...

Amor calmo, livre, mas como não sentir todo aquele frio na barriga, uma pequena insegurança e um turbilhão de expectativas?

Daniel Moraes disse...

Difícil pensar o amor sem turbulência, sem exigências, calmo. Encontrar a medida certa é um grande desafio e talvez, a receita para a longevidade do relacionamento. Gostei do seu blog, voltarei mais vez. Um abraço.

http://ere-ge.blogspot.com

Ronaldo Fernandes disse...

Pobre de mim que fui tolo, machuquei muitas mariazinhas, mas hoje não mais, me encantei com seu blog e espero que goste do meu querida, http://cloneseoriginais.blogspot.com

Rachel Nunes disse...

Amei o blog!
Teus escritos são encantadores.

Beijo, Flah!

Alicia disse...

crack, talvez...?

Paula Napolião disse...

Era exatamente o que precisava ler.
Seu blog é de uma docilidade incrível, parabéns!
Beijos!

Camila Lourenço disse...

Alguém já te mandou a receita pra vc contrabandear pra mim?

Claudio! disse...

Demora pra voltar aqui? =D (cobro mesmo!)

Postar um comentário

Alimente os devaneios de uma Mariazinha. Comente.